Harmonizar os chakras é fazer com que todas as suas partes estejam presentes a cada passo que você der e a cada decisão que você tomar. É o mesmo que estar inteiro, completo, agindo em sua totalidade a cada momento de sua vida. Com eles alinhados, recuperamos o ritmo e o equilíbrio, agregando bom-senso ao nosso mundo e às nossas escolhas.

Para equilibrar esse centros, podemos recorrer aos mais diferentes tipos de artifícios: mantras, alimentos, cores… Até mesmo a observação da natureza pode nos ajudar a reencontrar nosso centro.

 

Sentimentos como a raiva, mágoa, medo ou tristeza fecham os portais superiores do amor, da intuição, da força espiritual, da juventude e abrem os portais inferiores da ganância, descontrole sexual, agressividade, perdas financeiras, dificuldade afetiva e velhice. Dessa forma, nosso pensamento é energia que ativa o campo eletromagnético que por sua vez ativa os Chakras.

Os Chakras absorvem a energia universal ou primária (chi, Ki, orgone, prana…), decompõem-na em suas partes e, em seguida, mandam-na, ao longo de rios de energia chamados “nádis” para o sistema nervoso, as glândulas endócrinas e, depois, para o sangue, a fim de alimentar o corpo.

É importante abrir os Chakras e aumentar o fluxo de energia porque, quanto mais energia deixarmos fluir, tanto mais sadios seremos. A doença do sistema é causada por um desequilíbrio da energia ou uma obstrução do seu fluxo. Em outras palavras, uma falta de fluxo no sistema da energia humana acaba levando à doença. Isso também distorce nossas percepções e deprime nossos sentimentos e por esse modo, interfere numa  severa experiência de vida. Não estamos preparados psicologicamente, entretanto, para ficar abertos sem trabalhar e sem desenvolver nossa maturidade e clareza.

Chakra Básico: Para equilibrar esse chakra, devemos observar e sentir Sol nascente ou poente ou então sentar e sentir a terra. O mantra para sua ativação é LAM e os alimentos que nos ajudam a alinhá-lo são os ricos em carotenóides: acerola, cereja, maçã, melancia, morango, tomate, etc.

Chakra Umbilical: O contato com a natureza que devemos ter para alinhar o chakra umbilical é observar a Lua, principalmente quando estiver cheia, e sentir as águas, sejam naturais ou do próprio banho. A alimentação ideal para seu equilíbrio é a ingestão de muitos líquidos, frutas e hortaliças como a abóbora, tangerina, damasco, cenoura, mamão, laranja. O mantra que se relaciona a este chakra é o VAM.

Chakra Esplênico ou do Plexo Solar: A harmonia desse chakra pode ser conquistada através da observação da luz solar e de campos amarelos, como os de trigo ou de girassóis. O mantra para ele é o RAM (Lê-se como o “R” na palavra “cara”) e os alimentos que o equilibra são aqueles ricos em amidos e carboidratos, como por exemplo batatas inglesas, bananas, abacaxi, milho e melão.

Chakra Cardíaco: Este chakra pode ser equilibrado com  passeios em meio a campos verdes ou com a observação de flores cor-de-rosa. Seu mantra é o YAM. Folhas, legumes e frutas verdes, como o alface, o abacate, o kiwi e o limão, ajudam a alinhar esse chakra.

Chakra Laríngeo: O mantra que propicia a harmonização desse chakra é o HAM (lê-se como na palavra carro, ou seja, “RRAM”). Outra forma de equilibrá-lo é a observação do céu azul e o reflexo do céu na água. Se você comer todos os tipos de frutas, das mais variadas cores, também estará alinhando-o.

Chakra Frontal: Observe o céu noturno e sentirá esse chakra estar cada vez mais equilibrado. O som mântrico que o harmoniza é o SHAM e os alimentos responsáveis por sua harmonia são aqueles ricos em vitamina B, como framboesa, figo, uva roxa, jabuticaba, amora. Também recomenda-se a ingestão de chás refrescantes, como os de  hortelã e menta.

Chakra Coronário: Para equilibrar este centro energético, responsável por nosso contato com o divino, devemos observar o horizonte e/ou chegar ao alto de uma montanha. Podemos, também, comer alimentos ricos em vitamina B e flavonóides, como aipim, alho, banana, cebola, graviola, pêra, entre outros. O mantra deste chakra é o som universal OM.

Lembre-se de que acordar os nossos Chakras é despertar a riqueza que diferencia o ser humano das outras formas de manifestação vivas.

 

 

Que assim seja!

Paz e Luz!

 

Marisa Nascimento