A soja (Glycine max), pouco valorizada por nós ocidentais, é muito utilizada no Oriente. Possui efeitos benéficos à saúde pois reduz os riscos de algumas doenças como as cardiovasculares e o câncer.
Ela é rica em proteínas de boa qualidade, possui ácidos graxos poliinsaturados e compostos fitoquímicos, como as isoflavonas, saponinas e fitatos. Também é uma excelente fonte de minerais e vitaminas.


As pesquisas têm demonstrado que as isoflavonas da soja reduzem os riscos de alguns tipos de câncer, como mama, colo do útero e próstata. Também são recomendadas na tensão pré-menstrual, no alívio dos sintomas indesejáveis da menopausa e na prevenção da osteoporose.
O FDA, órgão que regulamenta a produção de alimentos e medicamentos nos Estados Unidos, recomenda a ingestão diária de 25 g de proteína de soja, que corresponde a, aproximadamente, 60 g de grãos, para o controle dos níveis de colesterol e triglicerídeos, reduzindo assim, os riscos de enfarto, trombose, aterosclerose e acidentes vasculares cerebrais (AVC).


Existem no mercado muitos produtos derivados da soja como a proteína texturizada de soja ou carne de soja; o extrato líquido de soja ou leite de soja; a pasta de soja ou missô, o queijo de soja ou tofu, o óleo de soja, o tempeh ou grão de soja fermentado e o molho de soja ou shoyu, que são uma ótima alternativa para quem busca uma alimentação leve, saudável e nutritiva.
Aproveite mais os benefícios que esta planta medicinal pode oferecer. Procure consumir mais deste maravilhoso alimento no seu dia a dia!

 

Paz e Luz!

 

Marisa Nascimento