A celulite caracteriza-se pelo aparecimento de pequenas ondulações na pele, que se instalam nos glúteos, coxas, abdômen ou braços. É originada por algumas alterações nos tecidos, resultante de acumular gordura subcutânea, retenção de líquidos, insuficiência circulatória e de envelhecimento dos tecidos. Estes se tornam mais rígidos, perdem a elasticidade, fazendo com que a pele reflita o aspecto acolchoado, covinhas visíveis a olho nu ou quando é apertada. A alteração na elasticidade leva a outro problema, a flacidez, que associada à falta de exercício físico, ao envelhecimento a ao emagrecimento rápido, pode trazer algumas complicações.

A celulite grau 1 é a fase em que o inchaço é visível apenas ao apertar a pele, que fica levemente irregular. Com o aumento de inchaço, há a formação de fibrose abaixo da pele. A fibrose, um tecido endurecido cicatricial, dificulta ainda mais a circulação, aumentando o inchaço e formando ondulações da gordura, que aumenta de volume devido à retenção de liquido.

A celulite grau 2 é quando as irregularidades superficiais já são vistas sem apertar a pele. Com a manutenção e piora progressiva do inchaço, aumento da fibrose e retenção de liquido pela gordura há a formação de depressões da pele devido à falta de elasticidade da fibrose devido ao aumento de volume da gordura, gerando desnivelamento da pele, com depressões e abaulamentos. Começam a serem vistos pequenos vasos, devido à retenção de líquido e estase sanguínea. Leve dor é comum. Esta fase é a celulite grau 3.

Na celulite grau 4, há grande intensificação das depressões, e abaulamentos, o inchaço e fibrose intensos endurecem a pele, os vasos são freqüentemente visíveis, a dor é freqüente. As irregularidades são facilmente vistas até por sobre roupas finas.

A celulite não está relacionada com a obesidade. Aparece em pessoas obesas, normais e magras. Ela se deve ao inchaço e acúmulo de gordura. Logo, os esforços devem ser feitos para melhorar a circulação e não engordar.

Exercícios aeróbicos (corrida, natação, bicicleta) ajudam a queimar calorias e melhorar a circulação.

Evitar anticoncepcionais hormonais, ingestão de gorduras e alimentos calóricos também ajuda.

A Drenagem linfática ajuda na redução do edema.

O ultra-som ajuda na diminuição da fibrose (em casos iniciais).

A Massagem Modeladora promove a eliminação de nódulos de gordura, estimulação linfática e quebra da molécula de gordura. Ativa a circulação e produção de colágeno, elimina a sensação de peso nas coxas, abdômen e glúteos. Reduz ondulações.

Vale a pena lembrar que a celulite é uma alteração fisiológica, que o corpo tente a ter naturalmente. Todo o tratamento visa amenizar ou postergar o surgimento da celulite, mas não há cura para o problema.

Os cremes para celulite geralmente são à base de cafeína e outros princípios ativos que visam melhorar a circulação (reduzindo o inchaço) e reduzir a gordura. São mais efetivos nas celulites iniciais, graus 1 e 2. Tem efeito muito discreto nos níveis 3 e 4.

O combate à celulite deve ser diário. Não há cura e sim controle da celulite. Seu corpo sempre tenderá a formar celulite, logo uma dieta saudável (pouco calórica e balanceada), exercícios físicos aeróbicos devem ser um habito. Os tratamentos estéticos podem ser feitos periodicamente para amenizar e manter a celulite controlada.

Venha cuidar do seu corpo e auto-estima!

Paz e Luz!

Marisa Nascimento